fbpx

Ao vivo! Conceito de Banco de Dados

Assista Agora – Conceito de Banco de Dados



Baixar apostila para concurso

Olá meu querido aluno(a),

Hoje vamos falar sobre o conceito de banco de dados e SGBD. Esses dois conceitos estão intimamente ligados. Nosso ponto de partida, será os conceitos dos autores mais famosos da área de banco de dados.

Para Silberschtaz,

Um sistema de banco de dados (DBMS) é uma coleção de dados inter-relacionados e um conjunto de programas para acessar esses dados. A coleção de dados, normalmente chamada de banco de dados, contém informações relevantes a uma empresa.

Para Date,

Um sistema de banco de dados é basicamente apenas um sistema computadorizado de manutenção de registros. O banco de dados, por si só, pode ser considerado como o equivalente eletrônico de um armário de arquivamento; ou seja, ele é um repositório ou recipiente para uma coleção de arquivos de dados computadorizados.

Para Navathe,

Um banco de dados é uma coleção de dados relacionados. Com dados, queremos dizer fatos conhecidos que podem ser registrados e possuem significado implícito.  De forma direta e simples, podemos dizer que um banco de dados é uma coleção de dados. Já um dado, por sua vez, é um fato que deve ser armazenado, ou seja, persistido e que tem um significado implícito.

Toda vez que você escutar a palavra persistir, dentro do contexto de banco de dados, deve lembrar de armazenamento. Usamos esse termo para diferenciar os dados de um banco de dados daqueles que estão na memória RAM do computador. Dados na memória RAM são voláteis, se o computador for desligado estes dados serão perdidos. Ou seja, eles são dados que não persistem. Em um banco de dados, as informações são gravadas em memórias de longo prazo. Por exemplo, em arquivos para um HD. Nesse caso, mesmo que o computador seja desligado, os dados não serão perdidos. Dizemos que esses dados persistem.

Quando falamos que os dados possuem significado implícito queremos dizer que quem acessa os dados consegue dar significado a esses dados. Por exemplo, vamos considerar números de telefone e nomes. Números de telefone nada mais são que uma coleção de números, mas podem ser vistos como números de telefones. Do mesmo modo, nomes são um conjunto de caracteres, o qual podemos atribuir um significado que é associar esse conjunto de caracteres a um nome de uma pessoa. Logo, o banco de dados guarda dados que tem significados implícitos neles mesmos.

Um ponto interessante é perceber que os autores ao definirem banco de dados, acabam fazendo relação com o sistema gerenciador do banco de dados (SGBD). É importante notar que são entidades diferentes. O SGBD, além do banco de dados em si, é formado por um conjunto de
programas que gerencia esses dados.

Quando nós trabalhamos com o banco de dados nós estamos sempre pensando que há uma situação do mundo real que precisa ser modelada e essa situação tem um foco específico. Por exemplo, podemos  criar um banco de dados para representar os funcionários de uma determinada empresa. Podemos criar um banco de dados para representar o número de vendas realizados em uma determinada padaria. Por isso, a aplicação de um banco de dados está sempre ligada a algum problema específico do mundo real.

Note também que Navathe destaca que um banco de dados é um coleção de dados relacionados. Isso que dizer que um conjunto aleatório de dados não compõe um banco de dados.

 (CESPE/Auditor Municipal/CGM/2018) A respeito de bancos de dados, julgue o item a seguir.

Um banco de dados é uma coleção de dados que são organizados de forma randômica, sem significado implícito e de tamanho variável, e projetados para atender a uma proposta específica de alta complexidade, de acordo com o interesse dos usuários.

Comentários:

Um banco de dados é uma coleção de dados com significado implícito. Esse é definição de Navathe. Como vimos,

Um banco de dados é uma coleção de dados relacionados. Com dados, queremos dizer fatos conhecidos que podem ser registrados e possuem significado implícito. (grifo nosso)

Perceba que os dados não são organizados de forma aleatória (randômica). A simples junção de dados não forma um banco de dados. Os dados precisam estar relacionados de forma lógica. Esse são dois erros da afirmação. Por outro lado, de fato, um banco de dados tem tamanho variável. Ele pode crescer e diminuir com o tempo. Isso vai depender se a quantidade de operações de inserção é maior ou menor que as de deleção. Também é correto dizer que os bancos de dados atendem a um propósito específico.

Por fim, quando um banco de dados é construído, ele busca modelar um  problema específico do mundo real. Por exemplo, as compras e vendas de remédios feitas em uma determinada farmácia. A complexidade irá variar com o problema modelado, mas com certeza será para atender a necessidade do usuário do banco de dados (modelará o problema que ele deseja resolver)



Fonte: Gran Cursos Online

Download disponível – Conceito de Banco de Dados



Baixar apostila para concurso

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: