fbpx

Ao vivo! solicitação de concurso para Auditor em breve!

Assista Agora – solicitação de concurso para Auditor em breve!



Baixar apostila para concurso

Novas notícias para quem aguarda o concurso da Controladoria-Geral da União. No final de fevereiro, foi confirmada a solicitação do Ministério da Economia para a autorização do concurso CGU e, no começo de março, a equipe de jornalismo do GranCursos Online recebeu a confirmação de andamento do processo. Todavia, a CGU confirmou que irá enviar novo pedido para o Ministério até dia 31 de maio. A demanda será para orçamento do próximo ano (concurso CGU).

A Controladoria busca realizar novo certame desde 2018, quandro protocolou pedido de autorização para preenchimento de 650 vagas para o cargo de Auditor Federal de Finanças e Controle. A expectativa é que o concurso seja autorizado em breve, já que o órgão passa por um grande déficit para Auditores. De acordo com os últimos dados divulgados, a CGU conta com 1.338 cargos vagos e sua maior necessidade são nas unidades regionais, principalmente na região Norte.

A CGU solicitou 650 vagas para Auditor, que tem como requisito diploma de nível superior em qualquer área de formação. A remuneração inicial para a carreira é R$ 19.197,06.

Em 2015, a CGU solicitou 620 vagas, mas teve seu pedido negado. Na época, o Sindicato Nacional dos Analistas e Técnicos de Finanças e Controle (Unacon) se mostrou preocupado com a situação, pois a CGU tem urgência na realização do concurso, uma vez que trabalha com apenas 40% do seu quadro preenchido, segundo o presidente do (Unacon Sindical).

Veja abaixo o menu com informações sobre o edital instituição x:

Movimentações

Confira abaixo as últimas movimentações dos protocolos registrados no Ministério da Economia solicitando um novo concurso CGU:

Concurso CGU

Concurso CGU: protocolo ME.

Cargos e carreira

Auditor Federal de Finanças e Controle

Requisitos: Diploma ou certificado, devidamente registrado, de curso de Ensino Superior em qualquer área de formação, inclusive licenciatura plena, reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC).

Atribuições: Atividades de nível superior, de complexidade e responsabilidade elevadas, compreendendo supervisão, coordenação, direção e execução de trabalhos especializados sobre gestão orçamentária, financeira e patrimonial, análise contábil, auditoria contábil e de programas; assessoramento especializado em todos os níveis funcionais do Sistema de Controle Interno; orientação e supervisão de auxiliares; análise, pesquisa e perícia dos atos e fatos da administração orçamentária, financeira e patrimonial; interpretação da legislação econômico-fiscal, financeira, de pessoal e trabalhista; supervisão, coordenação e execução dos trabalhos referentes à programação financeira anual e plurianual da União e de acompanhamento e avaliação dos recursos alcançados pelos gestores públicos; modernização e informatização da administração financeira do Governo Federal. Atuar no aprimoramento e fortalecimento das ações correicionais no Poder Executivo Federal; acompanhar o andamento dos processos administrativos disciplinares em órgãos ou entidades da Administração Pública Federal; zelar pela integral fiscalização do patrimônio público; e proceder ao andamento das representações e denúncias recebidas pela Controladoria-Geral da União, como objetivo de combater condutas e práticas referentes à lesão ou ameaça de lesão ao patrimônio público.

Progressão

O candidato aprovado no próximo concurso para a carreira de auditor federal da CGU terá as atribuições da Classe A. Mas além das classes, os candidatos são postulados a um outro título dentro de uma classe, ou seja, ingressarão na Classe A padrão I, conforme abaixo:

CGU1Explicando melhor, cada ano equivale a um padrão. Os candidatos que ingressam, são avaliados e, caso isso ocorra de forma positiva, acontecerá a progressão para o padrão posterior. Cada classe é composta por padrões e, ao final de alguns anos, os aprovados passarão de uma classe para outra. Isso acontecerá até que se chegue última classe e padrão, cerca de 13 anos, quando o servidor fará parte da Classe Especial – Padrão IV.

A promoção é a movimentação do servidor do último padrão de uma classe para o primeiro padrão da classe seguinte, observado o interstício de um ano em relação à progressão funcional imediatamente anterior, dependendo, cumulativamente do resultado de avaliação formal de desempenho e da participação em curso de aperfeiçoamento oferecido, preferencialmente, pelo órgão, na forma prevista em regulamento.

Evolução remuneratória: Consequentemente, os valores da remuneração aumentarão. Ganhando inicialmente R$ 19.197,06., o servidor chega a classe especial com mais de R$ 27 mil.

 

Os servidores contam ainda com auxílio-alimentação e auxílio-creche para quem tem filho . Há também benefícios como adicional de qualificação e adicional de cursos de capacitação.

Jornada de Trabalho: Os editais preveem 40 horas semanais. 

Último concurso

Realizado em 2012, o último concurso para o cargo, anteriormente chamado de Analista de Finanças e Controle, contou com seis etapas para o ingresso do candidato. Sendo elas:

  • Etapa 1: Prova Objetiva 1 – de Conhecimentos Básicos, de caráter eliminatório e classificatório, comum a todas as Áreas, valendo, no máximo, 60 pontos ponderados;
  • Etapa 2: Prova Objetiva 2 – de Conhecimentos Específicos, de caráter eliminatório e classificatório, comum a todas as Áreas, valendo, no máximo, 60 pontos ponderados;
  • Etapa 3: Prova Objetiva 3 – de Conhecimentos Especializados, para cada Área/Campo de Atuação, de caráter eliminatório e classificatório, valendo, no máximo, 180 pontos ponderados;
  • Etapa 4: Prova Discursiva – de caráter eliminatório e classificatório, valendo, no máximo 90 pontos;
  • Etapa 5: Sindicância de Vida Pregressa – de caráter unicamente eliminatório, a ser realizada pela ESAF, segundo regras estabelecidas pela Controladoria-Geral da União, mediante o exame da documentação exigida do candidato indicada no edital;
  • Etapa 6: Curso de Formação – de caráter eliminatório, ao qual serão submetidos somente os candidatos habilitados e classificados nas Etapas 1 a 4 deste processo seletivo.

Os concursos da CGU são tradicionalmente realizados pela Esaf. As seleções compreendem provas objetivas e discursivas. A remuneração para o cargo, na época, era de R$R$ 12.960,77. Mas a Lei Nº 13.327, de 29 de julho de 2016, aumentou a remuneração e alterou o nome do cargo. A taxa de inscrição custou R$ 140. 

Lotação: Os recém-concursados são lotados prioritariamente em Brasília/DF (órgão central). Mas o último edital ofereceu vagas para o Acre, Pará, Rondônia, Roraima, Amazonas e outros estados da federação. 

Resumo do Concurso GCU

Concurso Controladoria Geral da União (concurso CGU)
Banca organizadora A definir
Cargos Auditor Federal de Controle e Finanças 
Escolaridade Níveis superior
Carreiras Controle e Gestão
Lotação A definir
Número de vagas 650 vagas solicitadas
Remuneração Inicial de R$ 19 mil 
Situação Solicitado!
Link do edital Link do último edital

Quer conquistar a sua aprovação em concursos públicos?

Prepare-se com quem mais entende do assunto!

COMECE A ESTUDAR NO GRAN



Fonte: Gran Cursos Online

Download disponível – solicitação de concurso para Auditor em breve!



Baixar apostila para concurso

%d blogueiros gostam disto: