fbpx

Crianças portuguesas aprendem a ‘falar brasileiro’ no YouTube; pais se irritam

Se inicialmente o português falado no Brasil era igual ao de Portugal, a situação tem mudado drasticamente. Pelo menos no que diz respeito a diversas crianças portuguesas que acompanha o Youtube. Elas começaram a usar expressões e até a falar como brasileiros após dedicarem tempo em canais daqui.

Leia mais: Estes são os 5 melhores carros populares em 2021; compare e veja a melhor escolha 

O conteúdo português do Youtube é bem menor que o conteúdo produzido pelos brasileiros. Por conta da similaridade da fonética, as crianças e adolescentes de lá passaram a imitar a fala do Brasil. Se o caso parece engraçado, saiba que muitos adultos estão preocupados.

Assunto em alta

O caso viralizou após uma thread de Adriano Brandão destacando uma reportagem. Nela, o fato de as crianças português falarem “brasileiro” é algo que soa como doença

A matéria cita o caso de uma criança de três anos chamada Laura. “Ela chegou lá muito facilmente. Primeiro foi ver o Panda e os Caricas, o Ruca e coisas do gênero. Mas há muito mais conteúdos brasileiros do que portugueses. Ora, quando acaba o vídeo do Panda, aparece logo outro desses, que é muito mais apelativo para os miúdos [crianças]. A partir daí é viciante para eles”. Foi o que relatou o pai da menina ao Diário de Notícia.

Pronúncia diferente

Um dos pontos que os portugueses se incomodam é com a pronúncia do R e do L. Além disso, utilizar gírias típicas do Brasil, como “trollar”, acaba preocupando os pais. Algumas crianças já chamam a “relva” de grama.

Laura mesmo utiliza a palavra grama e chama polícia de policial (diferente do modo português). Outra menina (Iara, de 4 anos) deixou a mãe alarmada ao pedir uma bala. A mãe dela disse que “isso foi um sinal de alarme”. Ela acrescentou que “não podia deixá-la sozinha com o tablet, porque apesar de ser muito autônoma, só tinha quatro anos”.

Um dos vídeos mais populares em Portugal é um show do youtuber Luccas Neto. O rapaz também é bastante famoso no país europeu.

Terapia

Para lidar com o problema, os portugueses aconselham terapias de fala, limites ao tempo na internet e bloqueios a conteúdo. Existem casos em que pais falam às crianças que o conteúdo em português brasileiro é prejudicial. Neste caso, preferem vídeos e série dublados na língua nativa em plataformas como Netflix.

Pois, mais de 500 anos após Pedro Álvares Cabral, parece que o conteúdo daqui tem “colonizado” os jovens de lá.

Fonte: Edital Concursos Brasil

Deixe uma resposta

Concurso e Apostilas
%d blogueiros gostam disto: