fbpx

Entenda os riscos de usar aplicativos ‘espiões’ no WhatsApp

Muito famosos entre pessoas desconfiadas de seus parceiros, os aplicativos para espionar WhatsApp podem oferecer sérios riscos à segurança dos dados dos envolvidos. Diversos spywares, extensões de navegador e softwares para PC prometem que o stalker poderá receber as mensagens em tempo real e à distância, mas na verdade podem nem mesmo funcionar.

Leia também: Usuários do WhatsApp se revoltam com atualização de privacidade

Conheça cinco riscos que você corre ao utilizar esse tipo de recurso e descubra por que não é recomendado baixar aplicativos com essas promessas.

1 – Malware disfarçado

A empresa de segurança ESET descobriu que esses softwares não funcionam porque não são capazes de furar a criptografia de ponta-a-ponta do WhatsApp. No lugar de um programa que realmente faz o que promete, o usuário costuma receber plataformas para o disparo de adwares, como são chamados malwares de publicidade.

2 – Adware

Outro risco é que o espião seja um adware, software que não costuma ser malicioso, mas que exibe propagandas a ponto de incomodar o usuário. Além disso, os adwares podem abrir caminho para vulnerabilidades que permitem a entrada de cibercriminosos. O risco é maior com extensões para o Chrome e aplicativos que exigem a instalação de um programa, uma vez que eles podem ser usados como brecha.

3 – Exposição de dados pessoais

Um dos grandes problemas é também a exposição de dados pessoais, seja da vítima ou do stalker. Em posse de dados como o número de telefone do contato que será espionado, por exemplo, o cribercrinoso consegue desenvolver programas maliciosos específicos ou até expor essa informação na internet.

Leia mais: WhatsApp: Usuários relatam bug presente em nova atualização do aplicativo

4 – Permissões invasivas

Ao baixar programas espiões, o usuário precisa conceder certas permissões que podem servir de brecha para a coleta de dados sensíveis. Com esses dados em mãos, o cribercrinoso pode aplicar golpes posteriormente.

5 – Não funcionar

No final das contas, grande parte dessas plataformas não funcionam. Muitos deles apenas permitem que o espião saiba quando um contato fica online ou qual foi sua última visualização no chat. Sendo assim, baixar esse tipo de aplicativo oferece muito mais riscos do que, de fato, funciona na prática.


Fonte: Edital Concursos Brasil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: