fbpx

Fique por dentro – Concurso Policial! Concurso PC MS: o que estudar para as provas?

Professor do AlfaCon nas carreira policiais, Lucas Fávero faz uma análise das provas do concurso PC MS para os cargos de delegado e de perito criminal, e dá dicas para otimizar os estudos para esses cargos

Os editais do novo concurso da PC MS (Polícia Civil de Mato Grosso do Sul), com oferta total de 236 vagas, todas para cargos de nível superior, receberão inscrições até as 23h59 de 18 de novembro, devendo ser efetuadas pelo site da organizadora, a Fapec (Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura). O valor da taxa de participação é o mesmo para todas as funções: R$ 340,48. A distribuição das vagas é a seguinte:

• 75 vagas para perito criminal
• 53 vagas para perito médico legista
• 42 vagas para perito papiloscopista
• 36 vagas para agente de polícia científica
• 30 vagas para delegado

As exigências são que os candidatos tenham idade entre 21 e 45 anos, além de CNH (Carteira Nacional de Habilitação) a partir da categoria “B”. As funções de agente de polícia científica e perito papiloscopista podem ser disputadas por profissionais com ensino superior em qualquer área do conhecimento. Para delegado, a formação exigida é em direito, enquanto o cargo de perito legista exige graduação em medicina. Para o cargo de perito criminal, as vagas são para graduados nas seguintes áreas:

  • Análise de Sistemas, Engenharia da Computação ou Ciências da Computação
    Biologia;
  • Engenharia Ambiental, Engenharia Agrícola, Engenharia Agronômica ou Engenharia Florestal;
  • Engenharia Civil;
  • Engenharia Mecânica;
  • Engenharia Elétrica ou Engenharia de Telecomunicações;
  • Engenharia Química ou Química;
  • Engenharia de Materiais;
  • Farmácia;
  • Física;
  • Medicina Veterinária;

👉 Leia mais: Concurso PC MS: editais abertos para 236 vagas; saiba como concorrer

Os candidatos passarão pelas seguintes etapas no processo seletivo:

  1. Prova escrita objetiva, caráter eliminatório e classificatório;
  2. Prova escrita discursiva, caráter eliminatório e classificatório (delegado);
  3. Avaliação médico-odontológica, caráter eliminatório;
  4. Teste de aptidão física, de caráter exclusivamente eliminatório (exceto perito);
  5. Avaliação psicológica, caráter eliminatório;
  6. Prova de títulos, caráter classificatório;
  7. Prova oral, de caráter eliminatório e classificatório (delegado);
  8. Curso de formação policial, caráter eliminatório e classificatório;
  9. Investigação social, caráter eliminatório;

A prova escrita objetiva do concurso PC MS, de caráter eliminatório e classificatório, será realizada no município de Campo Grande, já no início de dezembro. Para ajudar os candidatos a se prepararem nesta reta final de estudos, o Blog do AlfaCon foi ouvir o professor especialista nas carreiras policiais Lucas Fávero, que traz dicas importantes para quem se prepara para disputar as vagas para delegado.

💡📚 Conheça nosso curso online e GRATUITO para o concurso PC MS: Delegado da Polícia Civil

Como estudar para as provas de delegado do Concurso PC MS?

O curto espaço de tempo até a data da aplicação das provas objetivas, primeira etapa do concurso PC MS, aponta para que os candidatos criem um cronograma de estudos levando em consideração os seguintes aspectos:

  • Hierarquização de matérias
    – Número e peso de questões;
    – Matérias nas quais tenha mais dificuldade;
    – Direcionamentos de especialistas e professores sobre as tendências;
  • O perfil da banca

De acordo com Lucas Fávero, os candidatos devem se preparar para uma prova estritamente técnica. “Apesar de não ser tão tradicional nas carreiras policiais, a Fapec segue a linha da FGV e da Fundação Carlos Chagas. Ou seja, exige muito o conhecimento da Lei, mas com um paralelo com o entendimento jurisprudencial“, disse o professor, frisando que os candidatos devem buscar resolver o máximo de itens.

E, como não há tantos itens disponíveis, e a melhor tática de estudos para este concurso é realizar o maior número de questões possível, a dica é, para complementar a preparação, resolver questões jurídicas das bancas Vunesp (letra de lei), Cespe/ Cebraspe (Doutrina Jurisprudência) e FGV (estudo de caso).

O último concurso PC MS aconteceu em 2017, organizado pela empresa Fapems, e abriu vagas para o cargo de delegado; essas provas recentes servirão para ajudar nos estudos, que devem ser focados em realização de exercícios e revisão. Para os cargos de perito criminal e delegado, a prova escrita objetiva está marcada para o dia 4 de dezembro.

Delegado
A prova escrita objetiva do concurso PC MS, de caráter eliminatório e classificatório, será avaliada de zero a 100 pontos, e constará de 100 questões de múltipla escolha, cada qual contendo cinco alternativas, sendo uma única alternativa correta.

  • Grupo 1
    – Língua Portuguesa (10 questões);
  • Grupo 2
    – Legislação Policial Civil (16 questões);
    – Medicina Legal e Criminologia (4 questões);
  • Grupo 3
    – Direito Penal (20 questões);
    – Direito Processual Penal (20 questões);
    – Direito Constitucional (10 questões);
    – Direito Administrativo (10 questões);
    – Direitos Humanos (5 questões);
    – Direito Civil (5 questões);

Fávero chama atenção para a disciplina Legislação Policial Civil, que contará com 16 questões e deve ser bem estudada, tanto a parte teórica, com leitura de dispositivos legais, e resolução de questões sobre o tema. Para ser aprovado, o candidato deverá obter um índice mínimo de acertos em cada um dos grupos de questões:

  • Grupo 1 : 50%
  • Grupo 2: 60%
  • Grupo 3: 70%

Prova discursiva (delegado)
A prova escrita discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, será realizada no município de Campo Grande, no dia 9 de janeiro de 2022. Terá duração de cinco horas, e será composta por quatro questões dissertativas, com resposta limitada a até 25 linhas cada, mais a elaboração de uma peça profissional, de até 90 linhas.

“Hoje em dia, você consegue ter um panorama no YouTube de como funcionam essas provas. É importante ter um acompanhamento psicológico para não chegar na hora e deixar o nervosismo tomar conta, e o que se percebe, pelas últimas provas que eu acompanhei, foram cobradas basicamente assuntos de teoria da história do Direito Penal, com um paralelo da jurisprudência”, explicou Fávero.

Será considerado aprovado na prova escrita discursiva o candidato que, cumulativamente, obtiver pontuação igual ou superior a 70% (setenta por cento) do total de pontos estabelecidos para a prova.

Prova oral (delegado)
A prova oral realizada apenas pelos candidatos ao cargo de delegado, e ainda sem data prevista para aplicação, abordará as matérias de Direito Penal, Direito Processual Penal, Direito Constitucional, Direito Administrativo, e Legislação Institucional. A arguição dos candidatos será realizada de forma individual, na presença dos membros da Comissão de Arguição e Avaliação e acompanhada pela Comissão Organizadora do Concurso PC MS, não sendo permitida a presença dos demais candidatos convocados para a Prova Oral.

“A tendência das provas orais é basicamente um apoio à letra seca de lei. O candidato tem acesso a um vade mecum com o texto seco de lei, por isso é importante ter uma base teórica bem consolidada, e ficar sempre atento aos posicionamentos jurisprudenciais porque não é raro a jurisprudência dar uma interpretação diversa ao texto de lei“, explicou o professor Lucas Fávero.

Perito criminal
A prova escrita objetiva do concurso PC MS para perito criminal, de caráter eliminatório e classificatório, será aplicada no dia 4 de dezembro. Na ocasião, será avaliada de zero a 100 pontos, e constará de 80 questões de múltipla escolha, cada qual contendo cinco alternativas, sendo uma única alternativa correta.

  • Língua Portuguesa (10 questões);
  • Noções de Informática (5 questões);
  • Raciocínio Lógico (5 questões);
  • Noções de Direito Penal (10 questões);
  • Noções de Direito Processual Penal (10 questões);
  • Noções de Direito Constitucional (5 questões);
  • Noções de Direito Administrativo (5 questões);
  • Legislação Policial Civil (5 questões);
  • Conhecimentos Específicos (25 questões);

“O edital não foi muito generoso. Se analisarmos, todas as questões têm o mesmo peso, mas as disciplinas com maior número de questões são Língua Portuguesa, Direito Penal e Direito Processual Penal. Então, a atenção deve ser redobrada nessas disciplinas para garantir uma pontuação bem alta”, orientou Fávero, ressaltando que também oferecem um diferencial as pontuações altas nas provas de Informática e de Legislação Policial Civil.

Fonte: Alfacon

Deixe uma resposta

Concurso e Apostilas
%d blogueiros gostam disto: