fbpx

governador anuncia edital com 688 vagas

Novidade no concurso PC MG (Polícia Civil do Estado de Minas Gerais). O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, anunciou nesta quarta-feira, dia 7 de julho, a realização de um novo concurso público com nada menos que 688 vagas para todas as carreiras da Corporação.

O anúncio foi feito durante cerimônia de formatura na Academia de Polícia Civil, em Belo Horizonte. “Teremos, depois de oito anos, um novo concurso com 688 vagas para todas as carreiras. Vamos fortalecer a segurança do povo mineiro”, disse Romeu Zema.

Vale lembrar que em outubro de 2020, após estudo técnico, a PC MG encaminhou ao governador do Estado, Romeu Zema, o pedido de novo concurso, destinado às carreiras policiais e área administrativa. O pedido de autorização contava com 1.514 vagas. O número de ofertas foi definido pela própria PC MG, após análise da carência no quadro de pessoal, atendendo à lei de Responsabilidade Fiscal. As oportunidades estavam distribuídas da seguinte forma:

Área policial

  • 201 vagas para delegado;
  • 317 vagas para escrivão;
  • 689 vagas para investigador;
  • 16 vagas para médico legista;
  • 51 vagas para perito.

Área administrativa

  • 80 vagas para analista;
  • 160 vagas para técnico assistente.

Para concorrer ao cargo de técnico é necessário apenas possuir ensino médio ou médio com formação técnica, que pode ser em áreas como enfermagem, radiologia e patologia clínica. Para as demais opções é necessário possuir formação de nível superior. No caso de legista, a necessidade é de formação em medicina, enquanto para analista pode ser exigida especialização.

Último concurso PC MG

O último concurso PC MG ocorreu em 2013, quando foram oferecidas 1.497 vagas, sendo 121 para médico legista, 95 para perito, 886 para técnico assistente e 415 para analistas. A banca foi a Fumarc.

Para técnico e analista, a prova objetiva contou com dez questões de língua portuguesa, dez de direitos humanos, dez de noções de informática e 30 de conhecimentos específicos.

No caso de perito foram dez de língua portuguesa, dez de matemática, dez de noções de criminalística, dez de noções de medicina legal, oito de noções de contabilidade, sete de noções de informática e cinco de direito humanos.

Por fim, para médico legista foram 35 de medicina legal, dez de psiquiatria forense, cinco de patologia, cinco de língua portuguesa e cinco de direitos humanos.

Para todos os cargos, concurso PC MG também contou com avaliação psicológica, exames biomédicos e biofísicos, investigação social e curso de formação profissional.

concursos publicosconcursos 2021concursos mg (minas gerais)


Fonte: JC Concursos

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: