fbpx

INSS prorroga pagamento automático do auxílio-doença

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) prorrogou o pagamento automático do auxílio-doença por meio de portaria divulgada no Diário Oficial da União. Dessa forma, mesmo sem a perícia médica presencial, as pessoas que esperam na fila para ter acesso ao benefício vão continuar recebendo o dinheiro.

As agências do INSS estão atendendo remotamente e a previsão é que continue assim até dia 22 de maio, ou enquanto o isolamento social for necessário para evitar a disseminação do novo coronavírus (Covid-19).

O limite máximo de pedidos de prorrogação do auxílio-doença será de até seis vezes. Quando for efetivada a solicitação, será gerado uma prorrogação automática, sem exigir que o beneficiário realize perícia.

Porém, se os trabalhos do INSS forem retomados normalmente, as perícias serão reagendadas para serem feitas de forma presencial. Se a pessoa quiser continuar recebendo o dinheiro, deverá comparecer na data marcada em uma agência do órgão.

Os pagamentos do auxílio-doença estão acontecendo pelo portal “Meu INSS” , e é por lá que a prorrogação deve ser solicitada. O pedido pode ser realizado 15 dias antes do término do auxílio. O beneficiário ainda pode solicitar prorrogação por meio do número 135 da central de atendimento do INSS.

Como pedir o auxílio-doença?

O auxílio-doença é um direito do segurado do INSS que comprove estar temporariamente incapaz para o trabalho em razão de doença ou acidente. Quem se enquadrar neste perfil deve enviar atestado médico em formato digital pelo portal Meu INSS ou pelo aplicativo que pode ser baixado no celular.

Após o atestado ser validado pela perícia médica, a pessoa recebe automaticamente uma antecipação no valor de um salário mínimo (R$ 1.045,00). Após acessar o site ou aplicativo do INSS, saiba como proceder para pedir o benefício no passo a passo abaixo:

  • Faça login no portal Meu INSS, caso não tenha senha, se inscreva
  • Em seguida, selecione a opção “Agendar Perícia”
  • Clique em “Perícia Inicial” e, em seguida, clique em “Selecionar”
  • Na pergunta “Você possui atestado médico”, selecione “SIM” e clique em continuar
  • Preencha as informações pedidas e clique em “Avançar”
  • Em “Anexos”, clique no sinal + para inserir o documento e clique em “Anexar”
  • Agora selecione seu atestado médico que deseja anexar, clique em “Abrir” e depois em “Enviar”
  • Siga os passos seguintes e clique em “Gerar Comprovante” e salve em seu computador ou celular

Atestado médico deve estar legível e sem rasuras

O atestado médico que deve ser anexado ao requerimento  de auxílio-doença deve necessariamente conforme os seguintes requisitos:

  • Deve estar legível e sem rasuras;
  • Precisa conter a assinatura do profissional que emitiu assim como carimbo de identificação, com registro do Conselho de Classe;
  • Ainda é necessário que contenha as informações sobre a doença ou CID;
  • E por último deve informar o prazo estimado de repouso necessário do beneficiário.

Veja também: Caixa vai alterar o calendário da 2° parcela do Auxílio Emergencial


Fonte: Edital Concursos Brasil

%d blogueiros gostam disto: