fbpx

Mesmo com recuperação econômica, desemprego tem leve queda e registra 14,1%

A taxa de desemprego caiu 0,6 ponto percentual no trimestre móvel encerrado no mês de junho, na comparação com o primeiro trimestre. Deste modo, a taxa registrou 14,1%. Apesar da redução, o número de desempregados no Brasil ainda é grande, o país conta com 14,4 milhões de pessoas procurando um trabalho. Os dados foram divulgados pela Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), que é feito pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Vale ressaltar que o primeiro trimestre de 2021, que apresentou o  maior nível da taxa de desemprego já registrada, contava com mais de 14,8 milhões de pessoas sem emprego. Segundo a analista da Pnac Contínua, Adriana Beringuy, mesmo com a recuperação, a desocupação continua alta e representa o maior nível da série histórica para um segundo trimestre.

“A população fora da força de trabalho subiu muito no ano passado e continua alta, num nível ainda bem mais elevado do que no período pré-pandemia. No trimestre houve uma queda de 1,6 milhão de pessoas fora da força de trabalho. Na comparação anual, depois de cinco trimestres com expansão consecutiva dessa população, houve a redução”, relata a pesquisadora. 

Beringuy aponta que a comparação anual é com o segundo trimestre de 2020, período que iniciou uma forte queda da economia por conta da pandemia, e como consequência causou um número maior de desempregados. No entanto, o  número de empregados no segundo trimestre cresceu 1,8% e chegou ao número de 102 milhões de pessoas trabalhando. 

Na comparação anual, o crescimento foi de 6,3%, após quatro trimestres de retração.

*trechos com informações da Agência Brasil 


Fonte: JC Concursos

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: