fbpx

Quanto rendem R$ 1.000 após nova alta dos juros

O aumento da taxa básica de juros (Selic) para 4,25% ao ano impactará diretamente os rendimento da caderneta de poupança, que passará a render um pouco mais. A remuneração de uma das mais tradicionais formas de investimento em renda fixa terá a partir de agora rentabilidade anual de 2,98% e mensal de 0,25%.

Anteriormente, com a Selic a 3,5% ao ano, o rendimento da aplicação era de 0,20% ao mês e de 2,45% ao ano. O reajuste da taxa foi anunciado após última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, que elevou o indicador pela terceira vez consecutiva.

Taxa Selic economia
Anteriormente, com a Selic a 3,5% ao ano, o rendimento da aplicação era de 0,20% ao mês e de 2,45% ao ano.

Apesar de render um pouco mais, é importante destacar que a poupança vem perdendo para a inflação há 9 meses seguidos, com uma queda considerável no poder de compra do brasileiro.

Selic a 4,25%: Quanto rendem R$ 1 mil na poupança?

De acordo com a regra em vigor desde 2012, quando a taxa Selic está abaixo de 8,5%, assim como agora, a correção anual da poupança se limita a um percentual que corresponde a 70% dos juros básicos + Taxa Referencial (TR), zerada desde 2017.

Dessa forma, uma pessoa que deixa R$ 1 mil rendendo na poupança terá, em um prazo de dois anos (24 meses), a quantia de R$ R$ 1.060,39. Ou seja, o valor líquido da remuneração, que não possui descontos de outros tributos, como o Imposto de Renda, por exemplo, será de R$ 60,39.

Outro exemplo é deixar esses mesmos R$ 1 mil aplicados por cinco anos (60 meses), sem nenhum outro aporte dentro o período. O resultado dessa aplicação será de R$ 1.157,87, sendo R$ 157,87 os rendimentos. Vale lembrar que os cálculos levaram em consideração a Selic em 4,25%. Se houver um novo aumento, os valores deverão ser reajustados.

Leia ainda: Com o aumento da Selic, como fica o rendimento da conta do Nubank?


Fonte: Edital Concursos Brasil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: