fbpx

Urgente! Concurso BA – LOA prevê a realização de certame! VEJA!

Baixe o material de estudo – LOA prevê a realização de certame! VEJA!



Baixar apostila para concurso

A Lei Orçamentária Anual para o estado da Bahia em 2020 foi sancionada pelo governador Rui Costa no dia 11 de janeiro de 2020. Para este ano, há previsão orçamentária para realização de concurso do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (concurso TJ BA).

Confira ao longo desta matéria mais informações sobre o concurso TJBA, para facilitar, utilize o indíce abaixo para navegar:

Concurso TJ BA: situação atual

De acordo com a Lei 14.184, de 10 de janeiro de 2020, o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia terá orçamento de R$ 1 milhão para a realização de concurso público. Confira a informação publicada na LOA:

Concurso TJ BA: orçamento previsto na LOA de 2020.

Concurso TJ BA: orçamento previsto na LOA de 2020.

 

Anteriormente, o Governo do Estado da Bahia liberou crédito suplementar de R$ 30 mil para realização de concurso público do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, conforme informa o Decreto Financeiro nº 90 de novembro de 2019. O Documento que abriu os Orçamentos Fiscal e da Seguridade social crédito suplementar foi publicado no Diário Oficial do Estado da Bahia no dia 15 de novembro de 2019. Veja:

Concurso TJ BA: Decreto Financeiro publicado no Diário Oficial do Estado da Bahia.

Concurso TJ BA: Decreto Financeiro publicado no Diário Oficial do Estado da Bahia.

Em contato com a Assessoria de Comunicação do órgão antes da publicação do Decreto Financeiro, a Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online havia sido informada de que um concurso para o órgão poderia ser realizado depois que ocorresse a mudança da presidência do órgão em fevereiro de 2020, mas em contanto, recentemente, foi enviada a seguinte resposta:

Concurso TJ BA: nota da Assessoria de Comunicação Social.

Concurso TJ BA: nota da Assessoria de Comunicação Social.

No dia 20 de novembro, a Assessoria de Comunicação Social do TJ BA encaminhou uma nota à Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online, informando que a abertura de crédito suplementar é destinada a cobertura de despesas com a seleção de juiz leigo e conciliador. O edital TJ BA, ofertando 7.728 vagas para os cargos de conciliador e juiz leigo, foi publicado em setembro. A prova objetiva foi aplicada no dia 27 de outubro. A seleção ainda está em andamento. Veja abaixo nota da Assessoria de Comunicação Social do TJ BA:

Concurso TJ BA: nota envia Assessoria de Comunicação.

Concurso TJ BA: nota enviada pela Assessoria de Comunicação.

 

Leia sobre o concurso TJ BA Juiz Leigo e Conciliador clicando aqui

Concurso TJBA: remuneração e benefícios

De acordo com a Estrutura Remuneratória disponível no Portal da Transparência do TJ BA, existem três classes para cada carreira, e cada classe possui doze padrões.

O vencimento inicial ofertado para o cargo de Técnico Judiciário é de R$ 3.581,83. No topo da carreira o vencimento chega a R$ 6.031,36.

O Analista Judiciário ingressa na carreira recebendo vencimento inicial de R$ 5.876,75. No final da carreira o vencimento inicial chega a R$ 9.895,76.

Concurso TJ BA: cargos e vagas

No último concurso TJ BA realizado em 2014 foram ofertadas vagas para os seguintes cargos:

  • Analista Judiciário –  área de atuação Judiciária – especialidade Direito
    Vagas: 65
    Jornada de trabalho: 30 horas semanais
  • Analista Judiciário – área de administrativa 
    Vagas: 6
    Jornada de trabalho: 30 horas semanais
  • Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Administração
    Vagas: 1
    Jornada de trabalho: 30 horas semanais
  • Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Arquitetura
    Vagas: 2
    Jornada de trabalho: 30 horas semanais
  • Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Serviço Social
    Vagas: 2
    Jornada de trabalho: 30 horas semanais
  • Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Biblioteconomia
    Vagas: 1
    Jornada de trabalho: 30 horas semanais
  • Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Comunicação com habilitação em Jornalismo
    Vagas: 1
    Jornada de trabalho: 30 horas semanais
  • Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Contabilidade
    Vagas: 1
    Jornada de trabalho: 30 horas semanais
  • Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Economia
    Vagas: 1
    Jornada de trabalho: 30 horas semanais
  • Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Enfermagem
    Vagas: 1
    Jornada de trabalho: 30 horas semanais
  • Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Engenharia Civil
    Vagas: 1
    Jornada de trabalho: 30 horas semanais
  • Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Engenharia Elétrica
    Vagas: 1
    Jornada de trabalho: 30 horas semanais
  • Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Engenharia Mecânica
    Vagas: 1
    Jornada de trabalho: 30 horas semanais
  • Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Estatística
    Vagas: 1
    Jornada de trabalho: 30 horas semanais
  • Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Medicina
    Vagas: 6
    Jornada de trabalho: 30 horas semanais
  • Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Odontologia
    Vagas: 3
    Jornada de trabalho: 30 horas semanais
  • Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Psicologia
    Vagas: 2
    Jornada de trabalho: 30 horas semanais
  • Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Tecnologia da Informação
    Vagas: 11
    Jornada de trabalho: 30 horas semanais
  • Técnico Judiciário/Escrevente – área de atuação Judiciária
    Vagas: 75
    Jornada de trabalho: 30 horas semanais
  • Técnico Judiciário – área de atuação Administrativa
    Vagas: 6
    Jornada de trabalho: 30 horas semanais
  • Técnico Judiciário – área de atuação Tecnologia da Informação
    Vagas: 12
    Jornada de trabalho: 30 horas semanais

Concurso TJ BA: carreira

Requisitos

Analista Judiciário – área Judiciária – especialidade direito

diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

Analista Judiciário – área administrativa

diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição de nível superior reconhecida pelo MEC.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Administração
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Administração, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no Conselho Regional de Administração.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Arquitetura
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Arquitetura, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no Conselho de Arquitetura e Urbanismo.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Serviço Social
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Serviço Social, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no Conselho Regional de Serviço Social.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Biblioteconomia
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Biblioteconomia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no Conselho Regional de Biblioteconomia.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Comunicação com habilitação em Jornalismo
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Contabilidade
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Contabilidade, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no Conselho Regional de Contabilidade.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Economia
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Economia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no Conselho Regional de Economia.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Enfermagem
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Enfermagem, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no Conselho Regional de Enfermagem.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Engenharia Civil

diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Engenharia Civil, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Engenharia Elétrica
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Engenharia Elétrica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Engenharia Mecânica
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Engenharia Mecânica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Estatística
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Estatística, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no Conselho Regional de Estatística.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Medicina
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Medicina, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no Conselho Regional de Medicina.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Odontologia
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Odontologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no Conselho Regional de Odontologia.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Psicologia
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Psicologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no Conselho Regional de Psicologia.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Tecnologia da Informação
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior na área de Tecnologia da Informação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

Técnico Judiciário/Escrevente – área de atuação Judiciária
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível médio completo, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC.

Técnico Judiciário – área de atuação Administrativa
diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível médio completo, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC.

Técnico Judiciário – área de atuação Tecnologia da Informação
diploma, devidamente registrado, fornecido por instituição de ensino, devidamente reconhecida pelo órgão competente, de conclusão de curso técnico na área ou curso de nível médio acrescido de curso(s) na área de Tecnologia da Informação com, no mínimo, 120 horas/aula.

Atribuições

Analista Judiciário – área Judiciária – especialidade direito

  • escrever, em devida forma, todos os termos dos processos e demais atos praticados no Juízo a que servir;
  • lavrar procurações, por termo, nos autos;
  •  comparecer, com antecedência, às audiências marcadas pelo Juiz e acompanhá-lo nas diligências de sua Serventia;
  • executar, quando lhe couber, as intimações e praticar os demais atos que lhe são atribuídos pelas leis processuais;
  • elaborar nota ou resumo do expediente a ser publicado nos  órgãos de divulgação oficial e afixar uma cópia no lugar de costume;
  • Zelar pelo recolhimento da taxa judiciária e demais exigências fiscais;
  • preparar o expediente do Juiz, observando, rigorosamente, os prazos legais para execução dos serviços de Cartório;
  • ter em boa guarda os autos, livros e papéis da Serventia e zelar pela sua atualização;
  • remeter ao Arquivo Público, com prévia inspeção e autorização dos Corregedores da Justiça, os livros, autos e papéis findos há mais de 25 (vinte e cinco) anos;
  • classificar e manter em ordem cronológica e numérica todos os livros, autos e papéis da Serventia, os quais organizará e manterá em dia índice ou fichário;
  • realizar, à sua custa, as diligências que forem renovadas por motivos de erros ou omissões que houver cometido;
  • entregar, mediante carga, os autos conclusos ao Juiz, ou com vista a advogados e a órgãos do Ministério Público e da Defensoria Pública;
  • atender, com presteza e com conhecimento do Juiz da causa, os pedidos de informações ou certidões, feitos por autoridades ou partes interessadas no processo;
  • remeter à Corregedoria, semestralmente, demonstrativo do movimento de seu Cartório e cópias dos termos de inspeção realizadas pelo Juiz;
  • fornecer certidões ou informações, independentemente de despacho judicial, do que constar dos livros, autos e papéis do seu Cartório, salvo quando a solicitação versar sobre processo de: a) interdição, antes de publicada a sentença; b) arresto ou sequestro, antes de sua execução; c) matéria tratada em segredo de justiça; d) crime, antes de pronúncia ou
    sentença definitiva; e) natureza especial, para apuração da prática de ato infracional atribuída a adolescente ou relativo à aplicação de medida específica de proteção; entre outras atividades correlatas.

Analista Judiciário – área administrativa

  • Prestar assistência nos assuntos relativos a sua área de atuação, coligindo informes técnicos necessários ao exame e apresentação de sugestão sobre a matéria, encaminhando-os a apreciação da Presidência do Tribunal de Justiça;
  • Elaborar relatórios conclusivos ou de acompanhamento sobre suas atividades;
  • Produzir dados e informações que sirvam de base à tomada de decisões quanto ao acompanhamento e execução das atividades dos programas destinados ao atendimento das demandas da área;
  • Acompanhar e fiscalizar os contratos pertinentes à sua área de atuação;
  • Elaborar estudos relativos a proposta orçamentária anual de sua área de atuação; e
  • Executar outras ações e atividades concernentes à sua natureza e determinadas pelo superior hierárquico.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Administração

  • Prestar assistência nos assuntos relativos a sua área de atuação, coligindo informes técnicos necessários ao exame e apresentação de sugestão sobre a matéria, encaminhando-os a apreciação da Presidência do Tribunal de Justiça;
  •  Elaborar relatórios conclusivos ou de acompanhamento sobre suas atividades;
  • Produzir dados e informações que sirvam de base à tomada de decisões quanto ao acompanhamento e execução das atividades dos programas destinados ao atendimento das demandas da área; Acompanhar e fiscalizar os contratos pertinentes à sua área de atuação;
  • Elaborar estudos relativos a proposta orçamentária anual de sua área de atuação;
  • Executar outras ações e atividades concernentes à sua natureza e determinadas pelo superior hierárquico.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Arquitetura

  • Controlar e executar as atividades de arquitetura compreendendo a elaboração, execução e acompanhamento de projetos, de obras e serviços de construção, ampliação, reforma, avaliação e
    manutenção de bens móveis e imóveis, no âmbito do Poder Judiciário;
  • Acompanhar e fiscalizar os contratos pertinentes à sua área de atuação;
  • Elaborar relatórios conclusivos ou de acompanhamento sobre os trabalhos realizados; e
  • Executar outras ações e atividades concernentes à sua natureza e determinadas pelo superior hierárquico.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Serviço Social

  • Desenvolver atividades de apoio técnico especializado na área de Serviço Social nas Varas de Família, no Núcleo de Conciliação de 1º Grau, nas Varas da Infância e Juventude, nos feitos Relativos aos Crimes contra a Criança e o Adolescente,nas Varas de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher e em outras unidades que se fizerem necessárias;
  • Atuar mediante solicitação do juiz titular da unidade judiciária;
  • Realizar vistorias, pericias técnicas, laudos periciais, informações, estudos e pareceres sociais, acerca dos casos em que atua;
  • Sugerir, através de argumentações técnicas, qual encaminhamento para as famílias;
  • Elaborar relatórios periódicos sobre as atividades realizadas; e
  • Exercer outras atividades pertinentes ou que lhe forem delegadas.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Biblioteconomia

  • Solicitar e sugerir aquisição e permuta de livros, revistas e jurisprudência; Registrar, classificar, catalogar e indexar obras jurídicas e publicações afins que compõem o acervo das bibliotecas do TJBA;
  • Promover e controlar consultas e empréstimos de livros e revistas;
  • Zelar pela conservação do acervo bibliográfico do TJBA;
  • Cadastrar o acervo bibliográfico nos sistemas informatizados de biblioteca;
  • Proceder às solicitações de pesquisa bibliográfica;
  • Orientar os usuários quanto aos sistemas de pesquisa informatizados e físicos;
  • Executar estudos de novas formas e procedimentos relativos à facilitação e oferta de serviços de biblioteca por meio físico ou eletrônico;
  • Elaborar relatórios periódicos sobre as atividades realizadas; e
  • Exercer outras atividades pertinentes ou que lhe forem delegadas.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Comunicação com habilitação em Jornalismo

  • Redigir e distribuir noticiário encaminhando-os aos veículos de comunicação social para divulgação;
  • Cobrir eventos e atividades relacionadas ao Poder Judiciário;
  • Acompanhar os noticiários impressos, radiofônicos, televisivos e veiculados na INTERNET, registrando, através de recortes e gravações, aqueles de interesse
    deste Poder;
  • Criar campanhas de interesse público que promovam o acesso à Justiça;
  • Estabelecer, manter e divulgar banco de pautas do Poder Judiciário;
  • Criar peças de comunicação para meios como revista, internet, rádio e TV;
  • Organizar e manter acervo documental, fotográfico e eletrônico do material distribuído para divulgação;
  • Efetuar a divulgação do noticiário jornalístico do Diário do Poder Judiciário;
  • Elaborar relatórios periódicos sobre as atividades realizadas; e
  • Executar outras ações e atividades concernentes à sua natureza e determinadas pelo superior hierárquico.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Contabilidade

  • Efetuar os registros contábeis no FIPLAN – Sistema Integrado de Planejamento, Contabilidade e Finanças;
  • Fazer o registro e controle contábil das receitas e despesas, correntes e de capital, orçamentárias e extra orçamentárias;
  • Executar a escrituração contábil do Poder Judiciário e de suas unidades gestoras, inclusive o Fundo de Aparelhamento Judiciário – FAJ e proceder à contabilidade orçamentária, financeira e
    patrimonial;
  • Proceder ao controle contábil de depósitos, cauções, fianças;
  • Elaborar balancetes e balanços orçamentários, financeiros e patrimoniais, bem como demonstrativos contábeis necessários à prestação de contas do Poder Judiciário;
  • Efetuar a classificação e registro dos documentos contábeis em conformidade com o plano de contas do Tribunal de Justiça e do FAJ;
  • Efetuar o registro contábil das devoluções de recursos referentes a adiantamentos; VIII. Apurar e controlar o pagamento de restos a pagar;
  • Controlar o registro e acompanhar o pagamento das consignações;
  • Efetuar o registro dos resgates e aplicações financeiras;
  • Manter a guarda dos processos de pagamentos e documentos de receita do Tribunal de Justiça e do FAJ;
  • Elaborar estudos referentes aos relatórios quadrimestrais para atender à Lei de Responsabilidade Fiscal;
  • Elaborar relatórios periódicos sobre as atividades realizadas; e
  • Exercer outras atividades pertinentes ou que lhe forem delegadas.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Economia

  • Elaborar os impactos financeiros para a implantação e execução de projetos;
  • Elaborar o impacto orçamentário para o exercício e os dois subsequentes, referente a novos projetos, conforme Lei de Responsabilidade Fiscal;
  • Analisar a microeconomia e a macroeconomia brasileira, objetivando a elaboração de estudos de crescimento da arrecadação para o exercício atual e futuros;
  • Analisar os tipos de investimentos (Fundo de Renda Fixa, CDB, etc..), objetivando maximizar os rendimentos financeiros das receitas do TJBA;
  • Elaborar proposta orçamentária do TJBA;
  • Elaborar o Plano de Aplicação do FAJ; VII. Executar outras atividades pertinentes ou que lhe foram delegadas.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Enfermagem

  • Realizar triagem de pacientes, verificar os sinais vitais e anotar a queixa atual do paciente;
  • Acomodar o paciente na sala de urgência/emergência e instalar o monitor cardíaco;
  • Instalar soroterapia, sonda vesical e sonda nasogástrica;
  • Administrar medicamentos;
  • Preparar o material e circular a sala de procedimento de sutura;
  • Preparar o material de punção venosa e auxiliar a equipe médica;
  • Realizar a evolução e a anotação dos pacientes em observação;
  • Executar outras atividades pertinentes ou que lhe foram delegadas.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Engenharia Civil

  • Controlar e executar as atividades de engenharia compreendendo a elaboração, execução e acompanhamento de projetos, de obras e serviços de construção, ampliação, reforma, avaliação e manutenção de bens imóveis, no âmbito do Poder Judiciário;
  • Acompanhar e fiscalizar os contratos pertinentes à sua área de atuação;
  • Elaborar relatórios conclusivos ou de acompanhamento sobre os trabalhos realizados; e
  • Executar outras ações e atividades concernentes à sua natureza e determinadas pelo superior hierárquico.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Engenharia Elétrica

  • Controlar e executar as atividades de engenharia compreendendo a elaboração, execução e acompanhamento de projetos, de obras e serviços de construção, ampliação, reforma, avaliação e manutenção de bens imóveis, no âmbito do Poder Judiciário;
  • Acompanhar e fiscalizar os contratos pertinentes à sua área de atuação;
  • Elaborar relatórios conclusivos ou de acompanhamento sobre os trabalhos realizados; e
  • Executar outras ações e atividades concernentes à sua natureza e determinadas pelo superior hierárquico.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Engenharia Mecânica

  • Controlar e executar as atividades de engenharia compreendendo a elaboração, execução e acompanhamento de projetos, de obras e serviços de construção, ampliação, reforma,
    avaliação e manutenção de bens imóveis, no âmbito do Poder Judiciário;
  • Acompanhar e fiscalizar os contratos pertinentes à sua área de atuação;
  • Elaborar relatórios conclusivos ou de acompanhamento sobre os trabalhos realizados; e
  • Executar outras ações e atividades concernentes à sua natureza e determinadas pelo superior hierárquico.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Estatística

  • Coletar, sistematizar, analisar e mapear dados estatísticos oriundos das comarcas da capital e interior, dos dados de 2º Grau ou processos administrativos julgados pelo Tribunal de Justiça;
  • Confeccionar e encaminhar ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) relatórios mensais, semestrais e anuais dos dados estatísticos constantes no banco de dados, para eventuais estudos analítico e comparativo;
  • Formular e propor diretrizes para melhoria e qualidade dos dados;
  • Atualizar periodicamente o Sistema de Estatística do Poder Judiciário, instituído pelo CNJ, mantendo ainda, regularmente, o envio de dados atualizados ao Conselho, a fim de instruir ações de política judiciária nacional;
  •  Elaborar e divulgar boletim e indicadores estatísticos;
  • Demonstrar analiticamente a evolução dos dados estatísticos, conforme os princípios da publicidade, eficiência, transparência, presunção de veracidade e, obrigatoriedade da informação dos dados estatísticos;
  • Informar dados estatísticos ao CNJ, por meio de transmissão eletrônica, observando o calendário da resolução nº 76/2009, art. 2º, incisos I, II, III, IV e Parágrafo único;
  • Captar, cobrar, cadastrar e compilar os dados estatísticos exigidos pelo CNJ;
  • Prestar informações e orientações ao público, interno e externo, no que diz respeito às solicitações dos dados estatísticos mediante autorização da Presidência;
  • Manter sigilo e segurança das informações; e
  • Exercer outras atividades pertinentes ou que lhe forem delegadas.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Medicina

  • Atender às urgências médicas no âmbito do Poder Judiciário Estadual, na capital;
  • Participar de ações relacionadas à saúde ocupacional de magistrados e servidores;
  • Prestar assistência médica aos magistrados, servidores e seus dependentes;
  • Dar apoio técnico nos processos de investigação de paternidade – DNA, nas perícias médicas, no plantão médico judiciário e no apoio e orientação psicossocial; V. Elaborar relatórios conclusivos ou de acompanhamento sobre os seus trabalhos; e
  • Executar outras ações e atividades concernentes à sua natureza e determinadas pelo superior hierárquico.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Odontologia

  • Prestar serviços de prevenção, promoção e recuperação da saúde bucal aos magistrados e servidores do Poder Judiciário e seus dependentes;
  • Participar de ações de odontologia preventiva, curativa e de recuperação;
  • Orientar e encaminhar magistrados, servidores e dependentes para serviços de complementação diagnóstica ou terapêutica;
  • Elaborar relatórios periódicos sobre as atividades realizadas; e
  • Exercer outras atividades pertinentes ou que lhe forem delegadas.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Psicologia

  • Desenvolver atividades de apoio técnico especializado na área de psicologia nas Varas de Família, no Núcleo de Conciliação de 1º Grau, nas Varas da Infância e Juventude, nos feitos Relativos aos Crimes contra a Criança e o Adolescente, nas Varas de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher e em outras unidades que se fizerem necessárias;
  • Atuar mediante solicitação do juiz titular da unidade judiciária;
  • Elaborar estudo psicossocial após entrevistas com as famílias;
  • Sugerir, através de argumentações técnicas, qual encaminhamento para as famílias;
  • Elaborar relatórios periódicos sobre as atividades realizadas; e
  • Exercer outras atividades pertinentes ou que lhe forem delegadas.

Analista Judiciário – área administrativa – especialidade Tecnologia da Informação

  • Definir e documentar procedimentos de segurança voltados aos sistemas de informação;
  • Formular, planejar, implementar, coordenar, executar e avaliar políticas, diretrizes, dos processos de trabalho e das atividades relacionadas à gestão de sistemas de
    informação – requisitos, projetos, construção e testes de software, programação visual, garantia de qualidade e administração de dados;
  • Definir metodologia de administração de dados, envolvendo o gerenciamento, definição de padrões, acesso, manipulação e distribuição de dados;
  • Desenvolver, manter e implantar sistemas computacionais relativos às atividades fim e meio do Poder Judiciário, efetuando a manutenção e a assistência técnica dos mesmos;
  • Garantir a utilização de metodologia de desenvolvimento de sistemas de informação;
  • Elaborar ou receber e manter atualizada a documentação dos sistemas de informação;
  • Prestar apoio técnico e operacional aos sistemas desenvolvidos por terceiros;
  • Definir procedimentos visando à implantação e o acompanhamento de sistemas automatizados;
  • Fiscalizar e executar os contratos pertinentes à sua área de atuação;
  • Elaborar relatórios periódicos sobre as atividades realizadas; e
  • Exercer outras atividades pertinentes ou que lhe forem delegadas.

Técnico Judiciário/Escrevente – área de atuação Judiciária

  • Executar atividades judiciárias de nível médio, de natureza processual judiciária e, eventualmente, administrativa;
  • Digitar publicações, mandados, editais, ofícios, certidões, atestados, declarações e correspondências em geral referentes aos processos do Cartório;
  • arquivar documentos, correspondências, e processos do Cartório;
  • organizar os processos do cartório na ordem estabelecida pelo Diretor de Secretaria;
  • Atender ao Público em escala organizada pelo Diretor de Secretaria; e
  • Zelar pela atualização dos processos no sistema de informática do cartório.

Técnico Judiciário – área de atuação Administrativa

  • Executar atividades administrativas de nível médio;
  • Auxiliar as unidades em ações administrativas e estratégicas;
  • Participar de estudos voltados à eficiência das ações administrativas;
  • Elaborar relatórios periódicos sobre as atividades realizadas; e
  • Exercer outras atividades pertinentes ou que lhe forem delegadas.

Técnico Judiciário – área de atuação Tecnologia da Informação

  • Definir configuração, implantar, monitorar e dar suporte às redes de computadores;
  • Analisar e determinar o dimensionamento dos sistemas no que se refere à utilização de equipamentos;
  • Definir e documentar procedimentos de segurança ambiental;
  • Monitorar e avaliar o desempenho dos recursos computacionais;
  • Elaborar e manter atualizadas as documentações dos programas (softwares) básicos e das redes de computadores;
  • Administrar os procedimentos de recuperação, manutenção e otimização dos programas (softwares) básicos;
  • Implantar, garantir a utilização e difundir padrões para programas (softwares) básicos e para redes de computadores;
  • Garantir o funcionamento, estabilidade e manutenção dos equipamentos que compõem o sistema de rede no Centro de Processamento de Dados (Data Center) do Poder Judiciário;
  • Instalar, configurar, testar e homologar novas tecnologias dos sistemas computacionais do Poder Judiciário, acompanhando sua funcionalidade, desempenho, segurança e integridade;
  • Fiscalizar e executar os contratos pertinentes à sua área de atuação;
  • Elaborar relatórios periódicos sobre as atividades realizadas; e
  • Exercer outras atividades pertinentes ou que lhe forem delegadas.

Último concurso TJ BA

O último concurso TJBA, destinado a prover vagas para os cargos de Analista Judiciário e Técnico Judiciário, foi realizado em 2014. Ao todo, foram ofertadas 200 vagas.

Etapas

Os candidatos foram avaliados por meio de:

  • prova escrita objetiva;
  • prova discursiva; e
  • avaliação de títulos

Prova objetiva

Disciplinas

Técnico Judiciário, exceto a área de Tecnologia da Informação
Língua portuguesa – 20 questões;
Legislação Específica – 13 questões;
Noções de Informática – 7 questões; e
Conhecimentos Específicos – 20 questões.

Técnico Judiciário – área Tecnologia da Informação
Língua portuguesa – 20 questões;
Legislação específica – 10 questões; e
Conhecimentos específicos – 30 questões.

Analista Judiciário, exceto especialidade Tecnologia da Informação
Língua portuguesa – 20 questões;
Legislação específica -13 questões;
Noções de informática – 7 questões; e
Conhecimentos específicos – 30 questões.

Analista Judiciário – especialidade Tecnologia da Informação
Língua portuguesa – 20 questões;
Legislação específica – 10 questões; e
Conhecimentos específicos – 30 questões.

Estrutura da prova

A prova objetiva para o cargo de Técnico Administrativo foi composta de 60 questões de múltipla escolha, contendo cinco alternativas para resposta, sendo apenas uma a correta.

Para o cargo de Analista Judiciário, exceto Especialidade Tecnologia da Informação, a prova foi composta por 70 questões de múltipla escolha, contendo cinco alternativas de resposta, mas apenas uma correta em cada questão.

Já a prova para o cargo de Analista Judiciário – especialidade Tecnologia da Informação foi composta de 60 questões de múltipla escolha.

Prova discursiva

A prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, foi constituída por uma redação sobre tema alusivo ao cargo, em gênero dissertativo argumentativo, de no mínimo 20 e máximo de 30 linhas.

A prova foi corrigida seguindo os critérios de:

  • estrutura textual global
    • abordagem do tem;
    • progressão textual; e
    • sugestão de solução.
  • correção gramatical
    • seleção vocabular;
    • acentuação e ortografia;
    • concordância e regência;
    • estruturação da frase;
    • pontuação e sinais gráficos.

Avaliação de Títulos

A avaliação de títulos, de caráter apenas classificatório, foi aplicada somente para os cargos de Analista Judiciário.

Foram considerados títulos:

  • Curso de aperfeiçoamento, com carga horária mínima de 180 horas, na área da especialidade de opção;
  • Curso de especialização, em nível de pós-graduação, com carga mínima de 360 horas, na área da especialidade de opção;
  • Mestrado na área da especialidade de opção; e
  • Doutorada na área da especialidade de opção.

Resumo do concurso TJ BA

Quer conquistar a sua aprovação no concurso público TJ BA?

Prepare-se com quem mais entende do assunto!

COMECE A ESTUDAR NO GRAN

Lorena Martins

Lorena Martins
Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online



Fonte: Gran Cursos Online

Download disponível – LOA prevê a realização de certame! VEJA!



Baixar apostila para concurso

%d blogueiros gostam disto: