fbpx

Urgente! Concurso PE – remuneração de até R$ 12,4 mil! Veja!

Baixe o material de estudo – remuneração de até R$ 12,4 mil! Veja!



Baixar apostila para concurso

O último edital do Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (concurso TRT PE) , localizado no Estado de Pernambuco, foi publicado em fevereiro de 2018.  A banca organizadora foi a Fundação Carlos Chagas. As vagas  ofertadas foram para os cargos de Analista Judiciário – área judiciário, Analista Judiciário – área judiciária – especialidade oficial de justiça avaliador federal, Analista Judiciário – área administrativa, Analista Judiciário – área apoio especializado – especialidade Medicina (clínica médica), Analista Judiciário – área apoio especializado – especialidade Tecologia da Informação, Técnico Judiciário – área administrativa e Técnico Judiciário – área administrativa – especialidade segurança.

Os cargos possuem remuneração incial de R$ R$ 7.591,37 a R$ 12.455,30.  A homologação do concurso TRT PE foi publicada  no Diário Oficial da União no dia 17 de outubro de 2018. Veja ao longo desta matéria todas as informações sobre o concurso, para facilitar, navegue pelo índice disponibilizado abaixo:

Concurso TRT PE: situação atual

O edital está válido até outubro de 2020, de acordo com informações da Divisão de Comunicação Social do TRT PE, a Administraçãoainda não se pronunciou sobre a prorrogação.

Ainda segundo informações do setor de comunicação, até o momento 36 servidores foram nomeados, veja o detalhamento logo abaixo:

  • 1 – nomeação para o cargo de Analista Judiciário, Área Administrativa;
  • 11 – nomeações para o cargo de Analista Judiciário, Área Judiciária; e
  • 24 – nomeações para o cargo de Técnico Judiciário, Área Administrativa.

Concurso TRT PE: remuneração e benefícios

Veja logo abaixo a estrutura remuneratória dos cargos de Técnico e Analista Judiciário:

Concurso TRT PE: remuneração!

Concurso TRT PE: remuneração!

Concurso TRT PE: carreira

Os cargos abaixo foram ofertados no último concurso TRT PE:

Analista Judiciário – Área Judiciária

Requisitos: diploma devidamente registrado de curso de graduação em Direito, expedido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação.

Atribuições: analisar petições e processos, confeccionar minutas de votos, emitir informações e pareceres; proceder a estudos e pesquisas na legislação, na jurisprudência e na doutrina pertinente para fundamentar a análise de processo e emissão de parecer; fornecer suporte técnico e administrativo aos magistrados, órgãos julgadores e unidades do Tribunal; inserir, atualizar e consultar informações em base de dados; verificar prazos processuais; atender ao público interno e externo; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Área Judiciária – Especialidade: Oficial de Justiça Avaliador Federal

Requisitos: diploma devidamente registrado de curso de graduação em Direito, expedido por
instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação.

Atribuições: executar citações, notificações, intimações e demais ordens judiciais, certificando no mandado o ocorrido; executar penhoras, avaliações, arrematações, praças e hastas públicas, remissões, adjudicações, arrestos, sequestros, buscas e apreensões, lavrando no local o respectivo auto circunstanciado; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Área Administrativa

Requisitos: diploma devidamente registrado de curso de ensino superior (licenciatura, bacharelado, tecnólogo) em qualquer área de formação, expedido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Atribuições: realizar tarefas relacionadas à administração de recursos humanos, materiais, patrimoniais, orçamentários e financeiros, de desenvolvimento organizacional, licitações e contratos, contadoria e auditoria; emitir informações e pareceres; elaborar, analisar e interpretar dados e demonstrativos; elaborar, implementar, acompanhar e avaliar projetos pertinentes à área de atuação; etc.

Analista Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidade: Medicina (Clínica Médica)

Requisitos: diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de graduação de nível superior em Medicina; fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, registro no órgão de classe específico
e experiência profissional de 2 (dois) anos em Clínica Médica.

Atribuições: realizar consultas, exames, diagnósticos e inspeções de saúde; solicitar exames; prescrever tratamentos; realizar visitas domiciliares ou em dependências hospitalares; providenciar a remoção de pacientes para instituições hospitalares em casos de emergência.

Analista Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidade: Tecnologia da Informação

Requisitos: diploma devidamente registrado, de curso superior em Tecnologia da Informação ou qualquer outro curso superior com Pós-Graduação na área de Tecnologia da Informação, com carga horária mínima de 360
(trezentas e sessenta) horas/aula, expedido por instituição de ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação.

Atribuições: desenvolver projetos e sistemas de informática; documentar os sistemas; analisar e avaliar diagramas, estruturas e descrições de entradas e saídas de sistemas; sugerir as características e quantitativos de equipamentos necessários à utilização dos sistemas; analisar e avaliar as definições e documentação de arquivos, programas, rotinas de produção e testes de sistemas; identificar as necessidades de produção, alteração e otimização de sistemas; prestar suporte técnico e treinamento aos usuários de sistemas; analisar e avaliar procedimentos para instalação de base de dados, assim como definir dados a serem coletados para teste paralelo de sistemas.

Técnico Judiciário – Área Administrativa

Requisitos: certificado de conclusão de curso de ensino médio (antigo 2º grau) ou de curso técnico
equivalente, devidamente registrado, expedido por Instituição de Ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Atribuições: prestar apoio técnico e administrativo pertinente às atribuições das unidades organizacionais; executar tarefas de apoio à atividade judiciária; arquivar documentos; efetuar tarefas relacionadas à movimentação e à guarda de processos e documentos; atender ao público interno e externo; classificar e autuar processos; realizar estudos, pesquisas e rotinas administrativas; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Técnico Judiciário – Área Administrativa – Especialidade: Segurança

Requisitos: certificado de conclusão de curso de ensino médio, devidamente registrado, e carteira nacional de habilitação categoria D ou E.

Atribuições: atuar na segurança dos magistrados, das autoridades, dos servidores e das instalações do Tribunal; realizar investigações preliminares; conduzir veículos automotores; vistoriar veículos e registrar sua movimentação; prestar primeiros socorros às vítimas de sinistros e outras situações de risco; fiscalizar as atividades de controle de entrada e saída de materiais, equipamentos e volumes das dependências do Tribunal; executar ações de prevenção e combate a incêndio e outros sinistros; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Concurso TRT PE: etapas concurso de 2018

Todos os candidatos foram avaliados nas provas objetivas e discursivas e os candidatos ao cargo de Técncico Judicário – área administrativa – especialisa: segurança também foram avaliados na prova prática de capacidade física.

Prova Objetiva

As Provas Objetivas e Discursivas do concurso TRT PE foram realizadas na cidade de Recife-PE.

Disciplinas

Conhecimentos básicos para todos os cargos de Analista Judiciário
Língua Portuguesa
Matemática e Raciocínio Lógico-Matemático
Noções de informática
Noções sobre Direitos das Pessoas com Deficiência
Legislação e ética no serviço público

Conhecimentos específicos – Analista Judiciário – área judiciária
Direito Constitucional
Direito Administrativo
Direito Civil
Direito Processual Civil
Direito do Trabalho
Direito Processual do Trabalho
Direito Previdenciário
 

Conhecimentos específicos – Analista Judiciário – especialidade oficial de justiça Avaliador Federal
Direito Constitucional
Direito Administrativo
Direito Civil
Direito Processual Civil
Direito do Trabalho
Direito Processual do Trabalho

Conhecimentos específicos – Analista Judiciário – área administrativa
Direito Constitucional
Direito Administrativo
Noções de Direito Administrativo
Administração pública
Noções de orçamento público
Gestão de pessoas

Conhecimentos específicos – área apoio especializado – Especialidade Tecologia da Informação
Rede de computadores
Banco de Dados
Segurança da Informação
Governança da TI
Sistemas operacionais
Servidores de Aplicação Java EE

Conhecimentos básicos para todos os cargos de Técnico Judiciário
Língua Portuguesa
Matemática e Raciocínio Lógico-Matemático
Noções de informática
Noções sobre Direitos das Pessoas com Deficiência
Legislação e ética no serviço público

Conhecimentos específicos – Técnico Judiciário – área administrativa 
Noções de Direito Constitucional
Noções de Direito Administrativo
Noções de Direito do Trabalho
Noções de Direito Processual de Trabalho
Noções de Orçamento Público

Conhecimentos específicos – Técnico Judiciário – especialidade: segurança
Segurança de Dignários
Noções Planejamento de Segurança
Noções de Segurança da Informação
Noções de Serviço de Inteligência
Noções de Gestão de Conflitos
Legislação

Concurso TRT PE: edital 2012

O penúltimo edital do concurso TRT PE, foi publicado em 2012, foram oferecidas 67 vagas de nível médio e superior para início imediato e cadastro reserva. As vagas para analista judiciário foram nas seguintes áreas e especialidades: judiciária; administrativa; execução de mandados; contabilidade; arquitetura; arquivologia; biblioteconomia; comunicação social – jornalismo; enfermagem; engenharia civil; engenharia elétrica; engenharia mecânica; estatística; fisioterapia; medicina do trabalho; medicina – psiquiatria; odontologia; psicologia; serviço social; e tecnologia da informação.

As vagas para técnico judiciário foram nas carreiras: administrativa; segurança; enfermagem; tecnologia da informação; e higiene dental.

No dia 22 de agosto de 2016 encerrou-se a validade do concurso público para provimento de cargos efetivos das carreiras judiciárias do quadro de pessoal, realizado no ano de 2012, para os cargos que não exigiram provas práticas.  O certame permaneceu vigente até 24 de outubro de 2016, para os cargos de Analista Judiciário, Área Apoio Especializado, especialidades Arquitetura, Engenharia Civil e Engenharia Elétrica e para o cargo de Técnico Judiciário, Área Administrativa, especialidade Segurança.

Nomeações

O concurso TRE PE nomeou, desde outubro/2012 (mês da primeira convocação, após a homologação do certame) 589 candidatos, dos quais 453 tomaram posse e entraram em exercício, da seguinte forma: 112 nos cargos de Analista Judiciário, Área Judiciária; 21 nos cargos de Analista Judiciário, Área Judiciária, Especialidade Oficial de Justiça Avaliador Federal; 10 nos cargos de Analista Judiciário, Área Administrativa; 71 nos cargos de Analista Judiciário, Área Apoio Especializado – Especialidade Tecnologia da Informação; 01 no cargo de Analista Judiciário, Área Apoio Especializado – Especialidade Medicina (do Trabalho); 02 nos cargos de Analista Judiciário, Área Administrativa – Especialidade Contabilidade;01 no cargo de Analista Judiciário, Área Administrativa – Especialidade Odontologia; 213 nos cargos de Técnico Judiciário, Área Administrativa; 4 nos cargos de Técnico Judiciário, Área Apoio Especializado – Especialidade Tecnologia da Informação; 17 nos cargos de Técnico Judiciário, Área Administrativa – Especialidade Segurança e 01 no cargo de Técnico Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidade Enfermagem.

Do quantitativo informado, 116 servidores tomaram posse e entraram em exercício durante a atual gestão, dentre os quais, 95 servidores ocuparam os cargos de Analista Judiciário, Área Judiciária, sem especialidade; Analista Judiciário, Área Judiciária, Especialidade Oficial de Justiça Avaliador Federal e Técnico Judiciário, Área Administrativa, sendo 85% desse último quantitativo destinado ao 1º grau de jurisdição.

Resumo do concurso TRT PE:

Jaqueliny Botelho

Jaqueliny Botelho
Equipe de Comunicação do Gran Cursos Online



Fonte: Gran Cursos Online

Download disponível – remuneração de até R$ 12,4 mil! Veja!



Baixar apostila para concurso

%d blogueiros gostam disto: