Banco Central explica como resgatar valores a receber direto na conta

O Banco Central (BC) divulgou que cerca de R$ 7 bilhões ainda estão disponíveis para resgate no Sistema de Valores a Receber (SVR), revelando uma oportunidade para milhões de brasileiros recuperarem dinheiro esquecido dentro do sistema financeiro. Desde o início do programa, as instituições financeiras disponibilizaram um montante total de R$ 11,61 bilhões, dos quais mais de R$ 4 bilhões já foram devolvidos.

De acordo com as estatísticas divulgadas pelo BC até o fechamento de junho, 15.047.629 correntistas conseguiram resgatar os valores esquecidos, representando 27,37% dos 54.975.627 correntistas incluídos na lista desde o início do programa, em fevereiro do ano anterior.

De acordo com estatísticas divulgadas pelo BC, até o fechamento de junho, um total de 15.047.629 correntistas haviam resgatado os valores esquecidos, representando 27,37% dos 54.975.627 correntistas incluídos na lista desde o início do programa, em fevereiro do ano anterior.

Dentre os beneficiários que já fizeram o resgate, 14.475.821 são pessoas físicas, enquanto 571.808 são pessoas jurídicas. Aqueles que ainda não efetuaram o resgate somam 37.113.119 pessoas físicas e 2.814.879 pessoas jurídicas.

Os valores a serem sacados variam, sendo que a maioria dos beneficiários tem direito a pequenas quantias. Os montantes de até R$ 10 correspondem a 63,07% dos beneficiários, enquanto valores entre R$ 10,01 e R$ 100 representam 24,99% dos correntistas. Os intervalos de R$ 100,01 a R$ 1 mil e acima de R$ 1 mil correspondem a 10,18% e 1,77% dos clientes, respectivamente.

Após quase um ano de inatividade, o SVR foi reaberto em março, apresentando melhorias como novas fontes de recursos, um sistema de agendamento reformulado e a possibilidade de resgatar valores de pessoas falecidas. Segundo o BC, os valores resgatados em março totalizaram R$ 505 milhões, diminuindo para R$ 259 milhões em abril, R$ 232 milhões em maio e R$ 229 milhões em junho.

+Você sabia? Mesmo quem nunca trabalhou tem direito à aposentadoria do INSS

Melhorias e inovações do SVR

Entre as inovações desta nova fase do SVR está a impressão de telas e protocolos de solicitação para compartilhamento no WhatsApp. Além disso, todos os tipos de valores previstos na norma do SVR foram incluídos, e foi introduzida uma sala de espera virtual para permitir consultas sem a necessidade de seguir um cronograma baseado em ano de nascimento ou fundação da empresa.

Outra melhoria importante é a possibilidade de consulta a valores de pessoas falecidas, com acesso para herdeiros, testamentários, inventariantes ou representantes legais. O sistema oferece informações sobre a instituição responsável pelo valor e a faixa de valor. Além disso, as consultas para contas conjuntas agora são mais transparentes, permitindo que um titular veja informações sobre o resgate efetuado pelo outro.

Cuidado com golpes

O BC enfatizou a importância de se proteger contra golpes de estelionatários que prometem intermediar resgates de valores esquecidos. É ressaltado que todos os serviços do Valores a Receber são gratuitos e que o órgão nunca envia links ou entra em contato para tratar sobre valores a receber ou confirmar dados pessoais.

A única instituição financeira que aparece na consulta do Sistema de Valores a Receber pode contatar os cidadãos, e é aconselhado não fornecer senhas a terceiros.

Como solicitar o dinheiro esquecido?

Confira o passo a passo para saber se tem valores a receber e como ter acesso à quantia:

  • Consulte aqui se há valores a receber;
  • Em caso positivo, clique no botão Acessar o SVR;
  • Se não houver fila de espera, você será transferido para a página de login da sua conta Gov.br, que deve ser prata ou ouro;
  • A solicitação do resgate é feita dentro do próprio SVR e leva apenas alguns minutos;
    Primeiro, selecione uma de suas chaves Pix e informe seus dados pessoais;
  • Guarde o número de protocolo para entrar em contato com a instituição, se necessário;
  • Caso a chave Pix não esteja disponível para seleção, entre em contato diretamente com a instituição financeira pelo telefone ou pelo e-mail informado por ela no SVR para combinar a forma de devolução do dinheiro esquecido;
  • Caso o SVR não ofereça a opção “solicitação por aqui”, também é preciso entrar em contato com a instituição financeira onde a grana ficou e está disponível para resgate.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

Fonte: JC Concursos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com